segunda-feira, 2 de março de 2015

Cemig e Vale criam nova empresa de energia


Aliança Geração já nasce com capacidade de 1.158 MW em operação, em MG
A Cemig informa que, nesta sexta-feira (27/2), foi concluída a associação entre a Vale e a Cemig GT, mediante a integralização na Aliança Geração de Energia S.A. das participações societárias dos sócios nos seguintes ativos de geração de energia: as Usinas Porto Estrela, Igarapava, Funil, Capim Branco I, Capim Branco II, Aimorés e Candonga, localizadas em Minas Gerais.

A Aliança, com sede em Belo Horizonte, passa a possuir a capacidade instalada de 1.158 MW, em operação em Minas Gerais, sendo que a Vale e a Cemig passam a deter, respectivamente, 55% e 45% do seu capital total. Como resultado, a Cemig eleva o seu potencial de gerar novos negócios e maximizar resultados, em virtude da combinação das experiências em gestão operacional, financeira e de projetos.
A Cemig informa que a integralização dos ativos de energia em operação depende ainda que, até 19 de junho próximo, ocorra a conclusão da aquisição de 49% da participação da Vale na Norte Energia S/A, empresa responsável pela construção, operação e exploração da Usina Hidrelétrica Belo Monte. Caso a operação não ocorra até essa data, a Vale poderá requerer a anulação da integralização dos ativos à Aliança, no prazo máximo de 60 dias.

De acordo com o diretor de Relações Institucionais e Comunicação da Cemig, Luiz Fernando Rolla, o objetivo do Grupo Cemig é crescer no mercado de energia elétrica brasileiro, expandir suas operações para outros países e aumentar seu parque gerador que já alcança 84 usinas, entre hidrelétricas, termelétricas e eólicas. “A criação da Aliança Geração é resultado de um plano de fortalecimento da governança da Cemig, elegendo empresas que atuarão como veículos de atuação do grupo em áreas como geração, transmissão e energias renováveis. Em cinco anos de criação, a Taesa – Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A., por exemplo, já é uma das maiores detentoras de concessões de transmissão do País, agregando valor e rentabilidade ao Grupo. Esperamos o mesmo sucesso nesse novo empreendimento, em conjunto com a Vale, que já nasce com ativos de destaque na área de geração e o respeito de duas empresas que seguem os mais rígidos princípios da governança corporativa”, ressalta o diretor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário