terça-feira, 31 de maio de 2016

Cemig destaca procedimentos de segurança com a rede elétrica



Apesar de construir e manter as redes de energia dentro dos padrões de segurança e divulgar constantemente os cuidados que se deve ter com relação ao assunto, a Cemig ainda registra muitos acidentes com a população em sua rede de distribuição. Somente no primeiro trimestre deste ano, aconteceram 17 acidentes, sendo 2 fatais. No mesmo período do ano passado, também houve 17 ocorrências, com cinco mortes.

As principais causas estão relacionadas à construção civil, toque com objetos na rede elétrica, execução de serviços rurais (máquinas agrícolas) e furto de energia e de equipamentos da rede.

Existem algumas medidas de segurança que podem reduzir os riscos, principalmente nas residências. O engenheiro eletricista Demetrio Venicio Aguiar, da Cemig, ressalta alguns cuidados que podem reduzir os riscos de acidentes com a rede elétrica.

“É comum a utilização de ‘Ts’ e ‘benjamins’ no nosso cotidiano e a ligação de vários aparelhos simultaneamente nesse equipamento. Fazendo isso, pode ocorrer uma sobrecarga e iniciar um incêndio ou até mesmo proporcionar um choque elétrico. Outro caso que as pessoas não tomam muito cuidado é com o notebook. Muitas vezes, esse eletroeletrônico é levado para a cama e, devido ao aquecimento, o aparelho irá se danificar e, em casos extremos, pode ocorrer um incêndio”, afirma.

Demetrio Venicio Aguiar ainda destaca os perigos das ligações clandestinas. A Cemig alerta que fazer “gato” é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e prevê multas e pena de um a oito anos de reclusão, além da obrigação de ressarcir toda energia furtada e não faturada em até 36 meses, de forma retroativa.

“É proibido fazer ligações clandestinas, pois o risco de acidentes é muito grande. Somente profissionais qualificados e autorizados pela Cemig podem realizar trabalhos na rede elétrica. Quando há irregularidades, o risco de choque elétrico, incêndio e de danos a equipamentos é constante”, destaca o engenheiro. Há inclusive o risco dos fios clandestinos se partirem e causarem acidentes graves com as pessoas.

Em caso de acidente com a rede elétrica, as solicitações de atendimento podem ser feitas pelo Fale com a Cemig, no telefone 116. A central de atendimento funciona 24 horas, e a ligação é gratuita. Além do Fale com a Cemig, a população pode acionar o Corpo de Bombeiros ou a Polícia Militar, que entram em contato com a Cemig através de um canal de comunicação direto. O telefone dos Bombeiros é 193, e o da PM é 190.

Veículos e rede elétrica 

Somente na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a Cemig registra em média três abalroamentos por dia em seus postes. Assim, em casos de acidentes envolvendo a rede elétrica em que fios e cabos caiam no automóvel, os motoristas devem permanecer dentro do veículo e esperar a chegada e atuação da companhia ou do Corpo de Bombeiros. Se houver incêndio, Demetrio Venicio Aguiar explica uma maneira de sair do automóvel com a máxima segurança.

“Caso haja risco de incêndio, o motorista deve abrir a porta e saltar com os pés juntos, o mais longe possível do veículo. Esse procedimento deve ser repetido várias vezes até que seja mantida uma distância dos fios elétricos, evitando o risco de choque elétrico. Caso o motorista coloque um dos pés no chão estando ainda dentro do carro ou em contato com a lataria, ele vai levar o choque em função da diferença potencial da terra e do veículo, que estará energizado”, explica.

Demetrio Venicio Aguiar destaca que, recentemente, houve dois incidentes em que o veículo derrubou a rede elétrica e os motoristas permaneceram dentro do automóvel, aguardando a chegada da Cemig. “Em ambos os casos houve abalroamento da rede elétrica, provocando a quebra do poste e a queda da fiação sobre os veículos. Os motoristas aguardaram a chegada da Cemig e evitaram acidentes com a rede elétrica”, ressalta.
  
Confira outras dicas de segurança:

·         Proteger tomadas com tampas plásticas.
·         Não recarregar aparelhos em cima de camas, sofás e próximo a cortinas ou outros materiais combustíveis.
·         Não utilizar aparelhos eletrônicos com as mãos molhadas ou em locais úmidos.
·         Não utilizar a mesma tomada para carregar vários aparelhos ao mesmo tempo, por meio de “Ts” ou “benjamins”.
·         Fazer uma revisão nas instalações elétricas.
·         Substituir as fiações antigas ou desencapadas.
·         Ao mexer na chave seletora do chuveiro elétrico, desligar o aparelho, verificar se o piso não está molhado e usar um calçado seco com sola de borracha limpo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário